Contactos
   
Ligações
   
Pesquisa
   
Mapa do Site

2010

ÁLVARO SECO OUVIDO NA ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA   27/10/2010

A Comissão Parlamentar de Obras Públicas, Transportes e Comunicações ouviu no dia 27 de Outubro o Presidente demissionário da Metro Mondego, Álvaro Seco, na sequência das audições para elaboração do relatório de apreciação da Petição Pública entregue ao Parlamento por um conjunto de cidadãos, intitulada "Contra a paralisação e/ou adiamentos no projecto do Metro Mondego”.

Durante as cerca de duas horas de audição parlamentar, Álvaro Seco explicou o projecto, contextualizando-o desde a génese até à situação que se encontra no presente, e defendeu a sua viabilidade e a sua eficácia enquanto instrumento para a a reorganização sustentável da mobilidade de Coimbra e da Região.

Álvaro Seco tomou a iniciativa de apresentar aos deputados uma nova proposta de investimentos e recalendarização para o projecto, em função da conjuntura de crise que o País atravessa.

Foi defendida a criação de uma Autoridade Intermunicipal de Transportes, para onde seria transferido o Know-How da empresa e alargando o seu objecto de actividade, a possibilidade de se recorrer aos veículos excedentários do Metro do Porto para iniciar a operação do Metro Mondego e ainda um desenvolvimento sem interrupções em três etapas:

1ª ETAPA (2013): Operacionalização do serviço suburbano Serpins - São José.
2ª ETAPA (2015): Serviço suburbano completo Serpins / Coimbra B e operacionalização do serviço urbano Sobral de Ceira / Coimbra B.
3ª ETAPA (2017): Operacionalização da Linha do Hospital e prestação do serviço global completo.

Desta reunião decorreu a manifestação de apoio ao projecto dos deputados presentes, incluindo a deputada socialista Ana Paula Vitorino que foi Secretária de Estado dos Transportes no governo anterior e do deputado socialista Horácio Antunes, da Lousã, que sublinhou poder pedir a demissão da tutela caso o projecto sofra algum revés.

voltar